MT, 23/10/17

Defesa Civil alerta sobre o banho em 'chuva ácida' e ter cuidado com raios

GAZETA DIGITAL

Keka Werneck, repórter do GD     Chico Ferreira

MT é 7º Estado do país em incidência de raios Serviço de meteorologia informa sobre a promixidade de chuvas em Cuiabá e região e, neste contexto, Defesa Civil municipal alerta que, quando caírem, serão águas ácidas que preciptam em meio a ventania, descargas elétricas, raios e trovoadas e que isso requer cuidado especial da população. “São de chuvas diferentes, com formações abruptas, ventos fortes, iguais a pequenos tornados e possíveis descargas elétricas que trazem riscos à população e podem causar prejuízos econômicos", alerta o diretor de Proteção e Defesa Civil do município, Paulo Wolkmer. Chico Ferreira

Cuidado com as águas ácidas A Defesa Civil adverte que a população deve evite tomar banho de chuva neste primeiro momento. "São as chamadas chuvas ácidas, por conta da quantidade de produtos químicos presentes na atmosfera”, explica Wolkmer. Essas chuvas são consideradas ácidas porque possuem grande quantidade de resultante de dióxido de carbono (CO2) atmosférico dissolvido na água precipitada. "Os principais responsáveis pela acidez são gases e partículas ricas em enxofre e azoto presentes na atmosfera terrestre", detalha o diretor. O Inpe, que havia previsto 80% de chances de chuva para Cuiabá nesta segunda, agora informa que dissipou, e as chances de precipitação caiu para 5%. "A meteorologia é muito dinâmica, vários fatores influenciam e não se trata de uma afirmação mas previsão", justifica Paulo Wolkmer. João Vieira

Meteorologia é dinâmica, explica Wolkmer Nova previsão de chuvas na Capital é para esta quarta-feira (27), quinta (28) e sexta (29). Para o Estado, a previsão nesta segunda-feira era de pancadas no Noroeste de Mato Grosso. Em Cuiabá e Várzea Grande chuvou em vários bairros no final da tarde e começo da noite. Temperatura estável e alta girando entre 35 graus em Alta Floresta e Alto Araguaia, 36 na Chapada dos Guimarães, 38 em Sinop e Rondonópolis e 40 graus na capital. Raios
Pesquisa do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostra que o Brasil é o líder mundial de incidência de raios e Mato Grosso é o 7° estado neste quesito. A pesquisa mostra ainda que de 2000 a 2014  foram registradas 1.790 mortes por raio no país e a cada 50 mortes por raio no mundo uma acontece no Brasil. São Paulo lidera em óbitos, com 263 registros. Mato Grosso soma 97. Confira os municípios mato-grossenses mais sujeitos a serem atingidos.
Alto Araguaia - 14,37 raios por quilômetros quadrados anuais
São José do Xingu - 13,63
Santo Antônio do Leverger - 13,21
Jaciara - 11,9
Itiquira - 11,81
Reserva do Cabaçal - 11,76
Salto do Céu - 11,48
Alto Taquari - 11,39
Vila Rica - 11,34
Alta Floresta - 11,14

Publicidade

Publicidade