MT, 23/10/17

SETAS : Recursos do Pró-família amenizam crise financeira nos municípios

GAZETA DIGITAL

Aline Coelho | Setas-MT     Janã Pessoa
A pequena Thamires é a prioridade da família Espindola que vive no bairro Vila Nova, em Juruena (896 km de distância de Cuiabá). A bebê de um ano e quatro meses sofre com deficiência de vitaminas desde o nascimento e tem dificuldade em ganhar peso. A atenção da mãe Rosilene é integral para Thamires. O pai Marcos, desempregado desde o fechamento do frigorífico no município, mantém a casa com serviços temporários. “O pediatra já falou que preciso dar vitamina de frutas e muitos legumes pra ela todos os dias e eu vou usar o dinheiro do cartão para garantir isso”, comemora Rosilene Espindola. Atualmente a alimentação da bebê vem do leite materno, que precisa ser suspenso pois a mãe foi diagnosticada com tuberculose e está em tratamento. A família Espíndola está entre as 63 beneficiadas pelo cartão Pró-Família, da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), em Juruena. Além das famílias, 11 agentes comunitários de saúde e uma assistente social também receberam os cartões, com crédito entre R$100 e R$300, respectivamente. Durante a semana passada, outros 1.382 cartões foram entregues em 15 municípios da região noroeste do estado. “E esse dinheiro vai me ajudar a garantir o alimento deles, inclusive da mais nova que está fazendo seis meses e tem de começar a comer carne, arroz, feijão, legumes e frutas”, relata a dona de casa Cristiane Pereira dos Santos, residente em Tabaporã (703 km de Cuiabá). Cristiane e o esposo, Adair Oliveira, possuem setes filhos, com idades entre 11 anos e seis meses. O marido está desempregado e a ela, apesar de todas as crianças para cuidar, faz serviços de diarista para ajudar a garantir o sustento da família.   Em Tabaporã, 46 cartões foram entregues para famílias e trabalhadores da assistência social pelo secretário Max Russi. O prefeito de Tabaporã, Sirineu Moleta, destacou que o apoio do Governo do Estado será essencial para apoiar as famílias mais pobres. “Esse auxílio financeiro vem em boa hora, mais do que a crise, a região passa por transformações econômicas e é preciso que os trabalhadores se adaptem, e o Estado cumpre com o seu papel ao garantir a segurança alimentar das famílias, em especial das crianças”. Max Russi ressalta que, além de ajudar as famílias, o programa Pró-Família fomenta o comércio e a economia nos municípios. "Além do apoio para complemento alimentar das famílias, o cartão gira uma renda nos municípios. Os mercados passam a vender mais, geram novos pontos de trabalho". No mercado Dois Irmãos de Aripuanã (949 km de Cuiabá), por exemplo, a expectativa com a inserção dos cartões é de expansão. O proprietário Ataíde Paulo da Silva conta que atualmente a empresa tem oito funcionários, mas já planeja contratar mais pessoas para atender a demanda. “Da mesma forma que melhora pra mim porque tem gente comprando, quem eu contratar também vai usar o dinheiro em outros locais da cidade”. “Trabalhamos para ajudar as famílias com mais necessidade, fazemos visitas e distribuímos cestas básicas, porém o município é de grande extensão. Com o cartão as famílias poderão escolher quais alimentos consumir e ir até o mercado mais próximo para comprar”, frisa o prefeito de Aripuanã, Jonas Canarinho. Com as entregas durante a 9ª edição da Caravana da Transformação, a Setas ultrapassa a marca de cinco mil famílias beneficiadas com cartões Pró-Família, entregues em 36 municípios.  

Publicidade

Publicidade