MT, 20/11/17

02/07/2013 - 10:57

Manifestantes devem manter bloqueio em rodovia de MT

Dia a Dia News

Os manifestantes que iniciaram um dia de protestos nas rodovias de Mato Grosso na manhã de ontem segunda-feira (1°) prometem manter o bloqueio da MT-407, conhecida como Rodovia dos Imigrantes, por até 72 horas. A intenção é cobrar melhorias nas condições das estradas, mesmo motivo que levou os caminhoneiros a parar outras rodovias de Mato Grosso, como a BR-163, que faz papel de eixo entre as regiões norte e sul do estado, e a BR-364, principal ligação de Cuiabá e a região sudeste do país.Os manifestantes que fecharam a Rodovia dos Imigrantes resolveram dormir nas proximidades das barreiras até atingir o tempo de 72 horas de protesto. A rodovia tem 28 quilômetros de extensão entre o entroncamento com as federais BR-070, BR-163 e BR-364 em Cuiabá e o ponto conhecido como “Trevo do Lagarto”, em Várzea Grande, região metropolitana da capital.Há anos a trafegabilidade da rodovia tem sido criticada por caminhoneiros que necessitam da via para escoar a produção do estado. Apenas medidas paliativas têm sido adotadas e o poder público seguidas vezes alegou falta de verbas para investir na manutenção.Os manifestantes informaram no início da noite que o trecho estava comprometido por um grande congestionamento, mas a PRF, que patrulhou a área, informou o contrário, afirmando que o trânsito estava relativamente tranquilo na região. A maioria dos caminhões está parada nos postos de combustíveis. Os bloqueios não atingem carros de passeio, viaturas oficiais, ambulâncias ou mesmo veículos de carga com materiais e alimentos perecíveis ou animais sendo transportados.Questionada sobre os protestos por melhorias na Rodovia dos Imigrantes, a Secretaria de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana (Setpu) afirmou que o processo de federalização da estrada está em fase de conclusão, o que promoverá a restauração do trecho em breve.Federalização
A federalização da estrada é esperada porque facilita a obtenção de recursos do governo federal para a rodovia. Transformando-a numa “BR”, o governo federal passa a investir recursos diretamente na estrada e também tornam-se possíveis convênios com Brasília para aplicação indireta – por meio do estado – de verba da União. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) em maio e havia sido prometida pelo ministro dos Transportes, César Borges, após sobrevôo durante visita a Mato Grosso no final de abril.Quanto à BR-364, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou no início da noite que chegou a verificar um congestionamento de até 10 quilômetros de extensão no trecho da saída de Cuiabá com destino a Rondonópolis, a 218 km de distância da capital.

Publicidade

Publicidade